Polícia revisa morte de guitarrista do Rolling Stones

A polícia britânica afirmou que vai revisar a morte de Brian Jones, guitarrista do Rolling Stones, em 1969. A polícia de Sussex informou em comunicado, divulgado hoje, que recebeu documentos de um jornalista investigativo relatando a morte de Jones. Os policiais informaram que os papeis "serão examinados pela força, mas é muito cedo para comentar neste momento que resultado pode haver".

AE/AP, Agencia Estado

31 de agosto de 2009 | 14h31

Jones morreu aos 27 anos, em julho de 1969. O corpo foi encontrado na piscina da propriedade do músico, em Sussex. Um juiz investigativo afirmou que Jones se afogou enquanto estava sob efeito de álcool e drogas. Há, porém, muita especulação sobre a causa da morte. O jornal "Mail on Sunday" informou que Scott Jones, que não é parente do músico, entregou 600 documentos à polícia relativos ao caso.

Tudo o que sabemos sobre:
músicaRolling Stones

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.