Polícia investigará ligação de Kate Moss com cocaína

A polícia britânica anunciou que vai investigar a top model Kate Moss por conta das alegações de que ela consumiu cocaína. O comissário-assistente da polícia Tarique Ghaffur ordenou a investigação após informações dos jornais britânicos de que a modelo usou a droga. /AFPKate também tem contratos com Chanel, Burberry e DiorNa semana passada, um tablóide da Grã-Bretanha publicou fotos que mostraram a modelo cheirando um pó branco. Não está claro ainda se a polícia interrogará Kate, de 31 anos, que se recusou a comentar as acusações.Ontem, a rede de lojas de roupas H&M anunciou a suspensão de uma campanha publicitária estrelada pela modelo. A rede disse que continuar a usar Kate em seus anúncios seria "incompatível com a clara ausência de conexão da H&M com as drogas". A gigante dos cosméticos Coty disse que manteria um contrato com Kate para sua marca Rimmel. A modelo também tem contratos com Chanel, Burberry e Dior.Em 1998, Kate Moss havia passado um período internada numa clínica após admitir que estava sofrendo as conseqüências de um estilo de vida regado a festas, álcool e drogas. Kate Moss tem uma filha, Lila Grace, com seu ex-namorado Jefferson Hack.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.