Polícia descarta negociar com ladrões de arte

A polícia sueca foi incisiva ao dizer que não vai pagar pelo resgate milionário exigido pelos ladrões que levaram do Museu Nacional de Estocolmo três valiosos quadros: Auto-retrato, do holandês Rembrandt, e Conversação e Jovem Parisiense, do francês Renoir.O jornal sueco Dagens Nyether informou hoje a postura do inspetor Leif Jennekvist: "Estamos deixando bem claro que não nos interessa negociar com ladrões." O policial confirmou ter recebido um pedido de milhões de Coroas de um intermediário durante o Natal e manifestou sua convicção de que os quadros estão na Suécia e que serão recuperados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.