Polícia britânica censura escultura de mulher nua

A escultura de uma mulher nua exposta numa vitrine foi censurada numa galeria britânica porque estava chamando "demais" a atenção das pessoas que passavam por uma rua de Londres.A polícia, que recebeu várias reclamações, disse que o objeto de arte era considerado uma ofensa sob o Ato de Exposição Indecente de 1991 da Grã-Bretanha. Por isso, a vitrine teve que ser coberta com um vidro jateado.A autora da obra, Marie White, de 24 anos, estudante da Escola de Arte de Wimbledon, disse: "Ela não está posando de forma insinuante, então fico realmente surpresa com a reação de homens que não podem ver uma escultura nua sem pensar no aspecto sexual".A escultura está exposta na vitrine da A Gallery, em Londres. Ela tem como título This Is Me (Who Am I), Essa Sou Eu (Quem Sou Eu), em tradução livre.O dono da galeria, Fraser Kee Scott, afirmou que já havia exposto outras obras de arte com muito apelo visual em sua vitrine, incluindo uma senhora gritando."As pessoas passam de carro, e a escultura chama a atenção delas. Eu sabia que isso iria acontecer, mas não sabia que chegaria a esse ponto", comentou Scott.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.