Polícia acusa mãe de vender bebê para comprar carro na Flórida

Uma mulher da Flórida é suspeita de ter tentado vender seu filho de oito semanas para comprar um carro novo, disse a polícia local na terça-feira.

REUTERS

09 de novembro de 2010 | 19h11

O negócio foi intermediado pela avó da criança, que inicialmente pediu 75 mil dólares, mas aceitou fechar o preço em 30 mil, segundo as autoridades. A mulher teria dito à "interessada" que não conseguia pegar um empréstimo no banco.

Ainda segundo a polícia, a mãe do bebê, Stephanie Bigbee Fleming, de 22 anos, receberia 9.000 dólares pelo negócio, e pretendia comprar um carro novo com essa quantia.

De acordo com o boletim de ocorrência, a moça também precisava de dinheiro para pagar uma fiança num outro caso judicial.

Fleming foi presa na terça-feira. A avó da criança, Patty Bigbee, de 45 anos, foi detida na semana passada com seu namorado, Lawrence Works, de 42. Os três serão indiciados por venda ilegal de menor, e Bigbee também responderá por fraude em comunicações.

O caso foi denunciado por uma parente de Bigbee, que recebeu a oferta para comprar o bebê. A avó e seu namorado foram presos num flagrante preparado, quando receberam um cheque e entregaram a criança a uma agente à paisana.

O bebê está sob custódia das autoridades.

(Reportagem de Jane Sutton)

Tudo o que sabemos sobre:
ODDMULHEREUAVENDE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.