Polêmico Robert Mapplethorpe ganha mostra

A exposição Robert Mapplethorpe, a ser inaugurada hoje em São Paulo, na Galeria Fortes Vilaça, reúne 50 fotografias realizadas entre 1975 e 1989 pelo norte-americano cujo nome estará para sempre misturado à arte alimentada de polêmica. Nus masculinos e femininos, naturezas-mortas de flores com claro apelo erótico, um retrato eloqüente de Rosie, menina de 3 anos, seminua - são apenas algumas descrições de temas utilizados pelo polêmico norte-americano que morreu aos 43 anos, vítima de aids, em 1989. Suas imagens, para dizer o mínimo, causam impacto. Engana-se quem pensa encontrar nessa mostra imagens que poderiam ser chamadas de perturbadoras. "A obra de Mapplethorpe é vista à sombra dos escândalos. O homem-artista fica de lado", diz Vik Muniz, curador da exposição que optou por "focalizar o que não é característico" da produção de Mapplethorpe: imagens de interiores - há inéditas -, exteriores (paisagens) e auto-retratos e retratos de artistas, alguns deles pouco publicados, com os de Iggy Pop, Truman Capote, Louise Bourgeois, Andy Warhol, Patti Smith e até da brasileira Sonia Braga.Para além dos temas, dos objetos de suas imagens, o que Mapplethorpe estava realmente interessado era em representar formas. Por meio do preto-e-branco, explorado majoritariamente, e do rigor técnico, o fotógrafo expressava "o inesperado" e não o chocante, palavra abominada por ele. "Busco coisas que nunca vi", afirmou. O fato é que o lado erótico e sexual de sua produção - algumas imagens trazem temas tabus - prevaleceu, quase sufocando o lado plástico das fotografias. "Poucos analistas foram capazes de ir além dessas interpretações", afirma Vik. Nessa exposição na Galeria Fortes Vilaça - que também hoje inaugura uma mostra de pinturas do artista holandês Gerben Mulder -, vêm à tona a simplicidade e a nitidez das fotografias de Mapplethorpe. "Privilegiei o preto-e-branco, tentei evitar a cor, que aparece bem tarde na carreira dele, para reforçar sua relação com o minimalismo", diz Vik.Robert Mapplethorpe - Galeria Fortes Vilaça. R. Fradique Coutinho, 1.500, Vila Madalena, 3032-7066. 10h/19h (sáb., até 17h; fecha dom. e 2.ª). Grátis. Até 9/4. Abertura hoje, às 20 horas.

Agencia Estado,

03 de março de 2005 | 11h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.