Polêmica de "Laços de Família" continua

A novela Laços de Família tem chamado a atenção de toda a mídia desde o começo dessa semana, quando o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro conseguiu entrar com uma medida judicial, que obrigou a Rede Globo a retirar os menores de 18 anos da trama e a adotar classificação para maiores de 14 anos. Como conseqüência das "cenas com conotação sexual e de violência", a novela teve cerca de dez minutos cortados no capítulo de hoje, e o Jornal Nacional foi esticado para as 21h. A emissora entrou hoje com agravo, que já foi indeferido. Uma vez que não conseguiu suspender a liminar do juiz da 1.ª Vara da Infância e da Juventude, Siro Darlan, a Globo deve repetir os cortes de ontem até amanhã. Leia abaixo a entrevista que o juiz concedeu à Agência Estado, bem como a resposta do presidente da OAB, Reginaldo de Castro, às acusações de Darlan. Leia também sobre o manifesto que os artistas realizaram na Gávea, no Rio de Janeiro, e a repercussão entre os pais dos atores infantis. Há ainda os depoimentos do Ministro da Justiça José Gregori, do autor da novela Manuel Carlos, e reportagem sobre o agravo pedido pela Rede Globo. Juiz não vai recuar: "tenho apoio da opinião pública"Presidente da OAB chama juiz de "sensacionalista"Artistas e políticos fazem manifesto contra "censura" Globo entra com recurso contra ação do MPMinistro concorda com juiz e nega volta da censuraAutor admite cenas fortes com atores menores Pais de atores mirins reprovam decisão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.