Polêmica ameaça segundo destino turístico mais visitado da França

Proibição de estacionamento perto de Monte San Michel irrita comerciantes e local pode perder status de patrimônio.

BBC Brasil, BBC

22 de agosto de 2012 | 06h24

O Monte San Michel é o segundo local mais visitado na França, atraindo cerca de 3 milhões de turistas anualmente.

O grande rochedo de granito que abriga um convento já foi uma fortaleza que recebia constantes ataques de inimigos.

Mas agora ele se vê cercado de uma polêmica envolvendo comerciantes locais e até a Unesco.

Desde o fim do século 19, com a construção de uma ponte que liga o local ao continente, o monte vem acumulando lodo ao seu redor.

Mas com a recente construção de uma represa, o lodo vem sendo retirado da baía.

Para assegurar que a situação não voltará a se agravar, foram impostas uma série de restrições, entre elas a de proibir o estacionamento nas cercanias do monte.

Mas comerciantes locais afirmam que a decisão foi extremamente prejudicial aos negócios.

Já a Unesco, que concedeu o status de Patrimônio da Humanidade ao Monte San Michel em 1979, vem ameaçando retirar o título devido à construção de uma fazenda eólica nas imediações e de um aterro feioso criado para serviços de emergência. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.