Reuters
Reuters

Poetisa britânica recebe título real inédito para mulheres

Carol Ann Duffy foi nomeada como Poet Laureate dez anos depois de ser rejeitada por ser homossexual

Reuters

01 de maio de 2009 | 09h32

A poetisa Carol Ann Duffy, de 53 anos, foi nomeada pela realeza britânica com o título de Poet Laureate. É a primeira mulher a receber o título, nos 341 anos da tradição. O Poet Laureate é um título concedido pelo governo. Os nomeados costumam compor poemas para eventos do Estado e outras ocasiões oficiais.

 

A poetisa nascida em Glasgow, na Escócia, disse que pensou muito antes de aceitar a posição, vista por alguns como um "cálice de veneno", por causa da dimensão que ganharia diante do seu público. Carol havia se tornado a favorita para o posto que foi de Andrew Motion, que perdeu o título após completar dez anos de posse.

 

O título real, tido por nomes como John Dryden, William Wordsworth e Ted Hughes, costumava ser vitalício, mas Carol, assim como seu antecessor Motion, o terá por dez anos. "Vejo isto como um reconhecimento aos grandes poemas que vêm sendo escritos por mulheres", disse Carol para a BBC. "Decidi aceitar por este motivo."

 

Ela esteve na disputa pelo título em 1999, mas perdeu para Motion, no que a mídia especulou que fosse uma preocupação a respeito de como o público reagiria à nomeação de uma poetisa homossexual. Carol é provavelmente mais conhecida pela sua coleção The World's Wife, de 1999, na qual ela conta histórias de mulheres por trás de alguns dos líderes da história.

 

Outros pontos importantes em suas coleções, muitas delas premiadas, são Standing Female Nude (1985), Mean Time (1993), Feminine Gospels (2002) e Rapture (2005). Carol também escreve livros ilustrados para crianças e peças.

Tudo o que sabemos sobre:
Carol Ann DuffypoetisaPoet Laureate

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.