Poeta Sebastião Uchôa Leite é enterrado no Rio

O poeta e tradutor pernambucano Sebastião Uchôa Leite foi enterrado hoje de manhã no Cemitério de São João Baptista, no Rio. Ele morreu ontem, aos 68 anos, vítima de grave cardiomiopatia, depois de 15 dias de internação no Hospital Samaritano. Uchôa Leite escreveu, entre outras obras, Antilogia, de 1979, e A Regra Secreta, que no mês passado lhe valeu a segunda colocação do Prêmio Portugal Telecom de Poesia. Traduziu François Villon, Júlio Cortázar, Stendhal e Lewis Carrol, entre outros escritores, e também trabalhou em enciclopédias, chefiado por Antônio Houaiss e Otto Maria Carpeaux. Era casado com Guacira Werneck e não tinha filhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.