Jonne Roriz/AE
Jonne Roriz/AE

Poeta Manoel de Barros ganha mais um prêmio literário

Mato-grossense conquistou o prêmio de melhor artista da recente produção cultural brasileira

estadão.com.br

26 de outubro de 2010 | 18h10

O poeta mato-grossense conquistou o prêmio de melhor artista da recente produção cultural brasileira. Aos 93 anos, Manoel de Barros lançou neste ano um novo livro, "Menino do Mato", e sua "Poesia Completa" (Editora Leya, 96 págs., R$ 29,90 e 496 págs, R$ 69,90).

 

O autor de Gramática expositiva do chão: Poesia quase toda, entre quase 30 obras, conquistou por duas vezes o Prêmio Jabuti, além de ganhar o Prêmio Academia Brasileira de Letras (com o livro Exercício de Ser Criança) e o Prêmio Nacional de Literatura do Ministério da Cultura, pelo conjunto da obra, entre vários outros.

 

O poeta é tema de um documentário poético, premiado no Festival de Paulínia de 2009: "Só Dez Por Cento É Mentira", do diretor Pedro Cezar.

 

Confira a lista dos premiados:

Artista do Ano

Manoel de Barros

 

Personalidade Cultural do Ano

Boris Schnaiderman

 

Melhor Exposição

Faustus - José Rufino

 

Melhor Filme Nacional

Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo - Karim Aïnouz e Marcelo Gomes

 

Melhor Espetáculo de Dança

Sapatos Brancos - Núcleo Artístico Luis Ferron

 

Melhor Espetáculo de Teatro

Vida - Cia. Brasileira de Teatro

 

Melhor CD Erudito

Obras Completas para Violão Solo - Fábio Zanon

 

Melhor Livro

Esquimó - Fabrício Corsaletti

 

Melhor Show

Gainsbourg Imperial - Orquestra Imperial tocando Serge Gainsbourg com Caetano

 

Melhor CD Popular

Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz - Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz

 

Melhor Arte Digital

Fita Amarela - Leandro Araújo e Romulo Fróes

 

Melhor Programação Cultural

Instituto Inhotim

Mais conteúdo sobre:
Manoel de Barrospoesia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.