Poeta Armando Uribe é premiado no Chile

O poeta Armando Uribe foi agraciado hoje com o prêmio nacional de literatura, informou o ministro da Educação, Sergio Bitar, que presidiu o júri que escolheu o poeta por unanimidade. O prêmio consiste em uma quantia de US$ 20 mil e uma pensão vitalícia equivalente a cerca de US$ 1 mil por mês. Uribe disse ter ficado supreso, pois era contrário à premiação.O poeta superou outros talentos chilenos que também haviam sido mencionados, entre eles Delia Domínguez, Oscar Hahn e Efraín Barquero. Uribe, de 70 anos, é considerado um crítico severo de vários setores da sociedade chilena, que freqüentemente aborda. O poeta, que foi advogado e diplomata até ser exilado durante a ditatura de Augusto Pinochet, começou a trabalhar com literatura aos 21 anos, quando publicou El Transeúnte Pálido. Suas obras mais recentes são A Peor Vida, de 2000, e Memorias para Cecilia, de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.