Poder sem elevação

Sol e Plutão em quadratura, Júpiter e Saturno em oposição; a Lua míngua em Aquário

Oscar Quiroga, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2011 | 00h00

Nossa humanidade cobiça poder, mas quando o obtém demonstra pouca elevação espiritual no uso dele e, assim, seus vícios e limitações ficam ainda mais acentuados, tudo o contrário do que se esperava acontecer. Nossa humanidade adquire carros potentes, mas os dirige como selvagem. Nossa humanidade conquista postos institucionais e corporativos, mas no exercício de sua função demonstra ser pouco habilitada para isso. Nossa humanidade obtém conhecimento técnico de programação de computadores, por exemplo, mas em vez de fazer algo útil com isso penetra no trabalho dos outros só para pichá-lo, como cachorro que urina para demarcar território. Poder sem elevação espiritual só serve para acentuar vícios e decadência.

ÁRIES 21-3 a 20-4

O tabuleiro do jogo ficou complexo demais para fazer movimentos normais ou seguros. Avançar é necessário e propício, mas a maior parte do tempo você terá de se defender em vez de conseguir avançar tudo que deseja.

TOURO 21-4 a 20-5

Tudo anda dando muito mais trabalho do que o normal, o que prova que apesar das aparências algo diferente está em marcha. Mesmo que ninguém possa explicar o que seja isso, é melhor a sua alma considerá-lo real.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

As pessoas complicam demais o panorama, mas é inevitável que tenha de ser junto a elas o processo de conquistar maiores e melhores realizações. Por isso, apesar das complicações, continue apostando nelas.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Agora há pouca margem para tomar decisões criativas a despeito de só essas serem necessárias. Melhor assumir a impossibilidade de fazer as coisas do seu jeito e dispor-se a funcionar de acordo com a necessidade.

LEÃO 22-7 a 22-8

As ideias entusiasmam porque apresentam uma visão do que pode vir a ser o futuro. Porém, sem um mínimo de empenho para realizar essas ideias, elas acabarão provocando congestão e agregarão frustração à sua alma.

VIRGEM 23-8 a 22-9

Se tudo pudesse ser sabido antecipadamente, então não existiria espírito de aventura nem necessidade de assumir riscos. É enfrentando os riscos atuais que você poderá obter progresso no futuro. Ou talvez nada disso!

LIBRA 23-9 a 22-10

Apesar de o futuro evocar criatividade para ser vivenciado, ainda assim as obrigações assumidas no passado terão de ser cumpridas. Por isso, melhor você organizar bem o seu tempo, porque vai precisá-lo em dobro.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Quanto maior for o período de amadurecimento e gestação, mais aperfeiçoados serão os resultados. Porém, no mundo circula uma onda selvagem de ansiedade que não quer nem levar em consideração essa regra.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Nada deve ser forçado, será melhor resistir a essa tentação. Eventualmente e como medida emergencial, algumas coisas precisarão ser impostas, mas você verá que essas não durarão, só provocarão conflito.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

Este é um momento que significará a separação do passado e o andar

na direção de um futuro por enquanto desconhecido, mas que acena com progresso e virtudes. Por isso, este momento é tudo, menos fácil.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

O ciclo de argumentações parece não ter fim e torna-se cansativo, já que não sai do lugar e não há avanço significativo. É como "discutir a relação", parece interessante, mas acaba frustrando as expectativas.

PEIXES 20-2 a 20-3

Seu valor será medido pelo que realizar e não pelo que pensar. Ter muitas ideias, mas passar poucas dessas para a prática é o início da congestão, um estado de coisas pleno de perspectivas e nenhuma prática que as confirme.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.