Playboy comemora 30 anos com a ex-BBB Grazi

A edição comemorativa dos 30 anos da versão brasileira da revista Playboy chega às bancas nesta terça-feira com a ex-BBB Grazielli Massafera, de 22 anos, na capa. Mas os marmanjos já estão reclamando. Do jeito que a bela queria, a revista traz fotos bem comportadas. No estilo "moça para casar", Grazi decidiu deixar de fora da edição as fotos que considerou mais picantes, pensando na família e nos filhos que quer ter. A modelo, que atualmente tem um quadro no programa Caldeirão do Huck, na Globo, aparece, nas fotos de Nana Moraes, em cenas descontraídas, como pintando paredes e resgata a imagem da mulher romântica: nas poucas fotos de nu frontal, Grazi aparece cheirando flores.Loja PlayboyEm parceria com o grupo Abril, que edita a versão brasileira da revista, a Playboy Enterprise Inc. já iniciou a prestação de serviços por celular, com o envio de fotos e vídeos para os leitores. O próximo passo, disse Christie Hefner, principal executiva e herdeira do grupo, deve ser a abertura de uma loja de produtos como roupas íntimas e acessórios com o tradicional coelhinho. A revista impressa continua sendo o "coração" do grupo, destacou a executiva, mas as novas tecnologias estão no foco dos negócios atualmente. "Os serviços wireless (sem fio) são a mais nova fronteira na distribuição de conteúdo de entretenimento", afirmou Christie, que assumiu os negócios do pai, Hugh Hefner, em 1998. Hoje, TV, internet e wireless já representam cerca de 50% do faturamento do grupo, que somou US$ 329 milhões em 2004. A revista é responsável por 30% deste total. Christie diz que a Playboy foi a primeira revista a aderir à internet e quer manter o pioneirismo na divulgação de conteúdo pelo celular. Além de fotos e vídeos, o leitor pode receber piadas e dicas sobre motéis ou o que fazer á noite em seu aparelho. Já a loja deve ser aberta no Rio ou em São Paulo até 2006, informou Christie. A empresa já abriu unidades em Tóquio e Las Vegas e finaliza a construção de uma em Melbourne, na Austrália. Nas lojas, podem ser encontrados produtos diversos, como roupas íntimas, jogos e DVDs produzidos pela divisão de TV do grupo. (Nicola Pamplona)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.