Pistas para não se perder no fringe

Em 13 dias, 374 peças vão passar pelo Fringe, a mostra paralela do Festival de Curitiba num total de 1.453 mil apresentações. Desde sua criação - esta será a 13ª edição do Fringe num total de 19 do festival - a organização do evento, que atualmente tem como diretor Leandro Knopfholz, aposta na importância de acolher todos os inscritos, sem nenhuma seleção. Não é difícil prever o resultado. Repleto de criações oportunistas ou primárias, basta atentar para a presença de 209 espetáculos de Curitiba, cidade que não tem atividade teatral de tal diversidade. O inchaço do Fringe tornou-se problema para espectadores e participantes. Para amenizá-lo, algumas salas passaram a ter artista curador. O ator do Galpão Chico Pelúcio e o diretor Beto Andretta, da Cia. Pia Fraus, estão entre os convidados e vão selecionar peças para os teatros Novelas Curitibanas e Cleon Jacques, respectivamente. Na edição passada, deu certo. / B.N.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.