Pires da Costa é eleito presidente da Bienal

Como era previsível, a Fundação Bienal anunciou esta noite o nome de seu novo presidente, o empresário Manoel Francisco Pires da Costa, que aliás era o único candidato. Ele foi eleito com mais de 40 votos do conselho que é composto por 60 pessoas. Sua primeira medida foi anunciar a diretoria que vai comandar a Fundação: Pedro Paulo de Sena Madureira será o 1.º vice-presidente; Luiz Sales será o 2.º vice-presidente e o ex-presidente Carlos Bratke será o diretor da Bienal de Arquitetura. Finalmente, o empresário Aluizio Araujo completa a diretoria.Esta nova diretoria deverá administrar a recomposição do quadro de conselheiros. Conforme explicou Sena Madureira, cinco novos membros estão sendo sondados para suprir a perda de três conselheiros por falecimento e de outros dois por desistência, sendo que o vice-presidente recusou-se a dizer os nomes dos desistentes.Pires da Costa fez elogios ao trabalho do curador da 25.ª Bienal Internacional de São Paulo, o alemão Alfons Hug, e disse que ele poderá ser mantido no cargo, conforme já havia insinuado antes de ser eleito. Reafirmou também que a próxima Bienal deverá continuar sem o núcleo histórico, por entender que os museus de São Paulo vêm atendendo esta demanda e afirmou: "uma das funções da Bienal é mostrar o Picasso de amanhã".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.