Pioneiro do Vale do Silício faz campanha contra redes sociais

O norte-americano Andrew Keen, um dos empreendedores pioneiros do Vale do Silício, é conhecido como polêmico analista. Colaborador de jornais e revistas, Keen, autor do best-seller O Culto do Amador, provoca nova controvérsia com Vertigem Digital (Zahar, tradução de Alexandre Martins, R$ 29,90), investindo desta vez contra as redes sociais. Networker dedicado a captar a atenção das pessoas no Twitter e no Facebook. Keen critica o excesso de transparência nessas redes, que confundem espaço público e privado, levando usuários ao que chama de "publicalidade" (mistura de publicação e publicidade). A superexposição nas redes sociais vai levar ao sacrifício da privacidade, esmagada pela tirania das redes coletivas, garante ele, insinuando que o Facebook é a mais completa base de dados mundiais hoje acessível aos serviços de informações americanos. / A.G.F.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.