Pinturas de Hitler são leiloadas por US$ 200 mil

Uma série de aquarelas e desenhos a lápis realizados pelo ex-ditador nazista Adolf Hitler durante 1.ª Guerra Mundial foi leiloada na terça-feira no sul da Inglaterra por cerca de US$ 200 mil. Entre os compradores, se encontra o filho de um piloto da Royal Air Force, que viajou com o avião de guerra Spitfire para bombardear a Alemanha na 2.ª Guerra Mundial. O leilão, realizado em Lostwithiel, no condado de Cornualles, atraiu a atenção internacional de curadores e colecionadores, e obteve um lucro três vezes maior do que o esperado. As obras teriam sido pintadas por Hitler quando ele atuava como soldado na Bélgica durante a 1.ª Guerra Mundial. As aquarelas e os desenhos a lápis foram encontrados em 1986 dentro de um baú, em uma propriedade na fronteira franco-belga, 60 anos depois de terem sido criados. Muitas delas, classificadas por especialistas como "de má qualidade", foram adquiridas por compradores anônimos em transações telefônicas. O filho do piloto da RAF, um britânico que se negou a revelar sua identidade, pagou cerca de US$ 7 mil por um desenho a lápis de um castelo, e cerca de US$ 6.500 por uma aquarela que mostrava uma pista de aeródromo. "Meu pai morreu, mas acho que estaria contente se soubesse que comprei estas pinturas. Depois da guerra, ele se tornou muito amigo de um piloto (alemão) da Luftwaffe, e compartilharam férias juntos", explicou o comprador anônimo. Outros que adquiriram obras de Hitler foram um empresário russo, que pagou cerca de US$ 20 mil por uma aquarela de uma igreja campestre, e um jovem colecionador italiano residente na Estônia, que desembolsou cerca de US$ 7 mil por uma paisagem em aquarela. A casa de leilão Jefferys Auctioneers recebeu as obras de uma anciã belga, que decidiu vendê-las depois de saber que a entidade havia leiloado com êxito no ano passado um pequeno desenho de Hitler.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.