Pintora alemã vence o cobiçado prêmio Turner

Tomma Abts, nascida na Alemanha em 1967 e residente em Londres, tornou-se nesta terça-feira a primeira pintora vencedora do cobiçado prêmio Turner de arte contemporânea. Tomma, cujos óleos e acrílicos sempre têm o mesmo pequeno tamanho (48 cm x 38 cm), recebeu o prêmio de 25 mil libras (37.500 euros) das mãos da música e artista plástica Yoko Ono, ex-mulher de John Lennon, em cerimônia celebrada na galeria londrina Tate Britain. Ao anunciar sua decisão, o júri destacou que a obra da criadora alemã realiza uma ?extraordinária contribuição ao que a pintura poderia ser hoje?, já que ?oferece uma profundidade e ilusão à abstração que normalmente se encontra na pintura figurativa?.Desde a criação do prêmio Turner, em 1984, é a quarta vez que vence a pintura e a primeira conquistada por uma pintora, já que normalmente os vencedores são homens e escultores, autores de instalações, videomakers.Ao anunciar sua decisão, os jurados disseram que "não é freqüente encontrar trabalhos que tenham rigor assim como uma beleza incrível. Sua obra tem um resultado extraordinário tanto em estética como em técnica".Antes de Tomma Abts, os outros três pintores que obtiveram o prêmioTurner, foram Chris Ofili, em 1988, que trabalha com excrementos de elefante, e antes dele, Malcolm Morley, na edição inaugural, e Howard Hodgkin, que o obteve no ano seguinte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.