EFE
EFE

Pintor Guillo Pérez morre aos 88 anos

Por mais de 60 anos, ele representou, nas telas, o colorido de seu país

EFE

09 de março de 2014 | 19h36

O pintor dominicano Guillo Pérez, que pintou como ninguém o colorido das paisagens de seu país por mais de 60 anos, morreu neste domingo, em Santo Domingo, aos 88 anos. 

O artista, que estudou violino na adolescência, participou de exposições individuais no Equador, Porto Rico, Estados Unidos, França, México e também no Brasil, entre outros países.

Era considerado há muito um dos mais prolíficos e importantes artistas de seu país junto com Yoryi Morel, Cándido Bidó e Fernando Ureña Rib.

Tudo o que sabemos sobre:
Artes Visuais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.