Pintor alemão expõe no Brasil

Bastian Raiss não estudou arte. Pinta há mais de 20 anos e acredita que essa distância do aprendizado formal o deixou "livre do peso da história e das categorizações da arte". Tanto que é muito comum a obra do pintor, que vive na Alemanha e expõe pela primeira vez no Brasil - desde hoje para o público, na Galeria Francine -, ser definida por comparação a escolas artísticas, como a pop art.Formado em economia, Raiss viveu no Brasil por 16 anos, onde deixou seu irmão, Florian, escultor também representado pela Galeria Francine, antes de voltar para a Alemanha. Foi viver em Hamburgo, onde mora até hoje e também atua como tradutor e intérprete para ganhar a vida. "Embora nos últimos dois anos acredito que até teria conseguido viver só da pintura", avalia. Nas cores vivas da tinta acrílica, Raiss descreve cenas que utilizam a linguagem sintética do cartoon e o detalhismo dos surrealistas para transmitir mensagens recheadas de críticas sociais, políticas e econômicas. As técnicas de ilustração e até grafite (como spray e máscaras improvisadas) que se revezam ou convivem em suas telas e que reforçam a vocação de protesto de seu trabalho.É o caso do tênis baleado que despenca em queda livre sobre um fundo vermelho ou Triunfo Final, o carrinho de supermercado em frente a um muro que divide um lado do deserto do outro (uma nítida referência à ampliação das desigualdades sociais na Alemanha após a queda do Muro de Berlim). Raiss utiliza uma linguagem direta, como a gíria de rua, para dar seu recado a respeito de algumas agruras da sociedade contemporânea."A arte é um instrumento eficiente para se comentar a realidade", observa o pintor. "Porque talvez seja ela um dos poucos ramos da atividade humana que ainda podem permanecer desvinculados de objetivos mercadológicos, sem com isso perderem a razão de existir." Contente em expor na sua segunda terra natal, Bastian Raiss diz esperar uma oportunidade de mostrar aqui seus trabalhos no local de onde eles parecem ter surgido, a rua.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.