Pinguins voadores enganam britânicos no 1o de abril

Pinguins voadores, sátiras dechefes de Estado e um carro que afasta cachorros de bexigacheia lideraram a lista de brincadeiras feitas neste 1o deabril, Dia da Mentira, feitas pelo mundo afora. Um vídeo da BBC com pinguins voadores foi uma das muitaspiadas do dia na Grã-Bretanha, que incluíram o chef GordonRamsay e um anúncio de página inteira da BMW. O jornal Independent publicou que o chef Ramsay, conhecidopelo uso excessivo de palavrões, foi proibido de usarpalavreado chulo em todos seus restaurantes, depois de asautoridades australianas terem lhe recusado autorização paraabrir um restaurante, alegando "motivos de decência". O anúncio da BMW, publicado por vários jornais, anunciou aintrodução do Repelente Canino em seus carros, um sistema quesupostamente daria um choque elétrico em qualquer cachorro quepudesse ter a idéia de esvaziar sua bexiga na roda de um BMW. Lembrando a visita do chefe de Estado francês à Inglaterrana semana passada, o The Sun disse que o presidente baixinhoNicolas Sarkozy será esticado cinco polegadas para ajudá-lo aenxergar os fatos com a mesma visão de sua mulher, a modeloCarla Bruni. Os cipriotas acordaram lendo no Cyprus Mail a "notícia" deque o Parlamento Europeu lançou uma nova tecnologia que garanteoito horas de sono todas as noites, além de permitir que osempregadores rastreiem seus funcionários sonolentos. Na Austrália, várias empresas e organizações de mídiaentraram no clima do 1o de abril com brincadeiras que sãoautorizadas até o meio-dia. A segunda maior companhia aérea australiana, Virgin Blue,publicou um anúncio em jornais de todo o país dizendo "Fique emPé e Ganhe um Desconto", em que ofereceu bilhetes com descontode 50 por cento para passageiros que se dispusessem a passarvôos de mais de duas horas em pé, ganhando massagens gratuitasnas panturrilhas. "Tivemos mais de mil acessos ao site(http://www.virginblue.com.au/nochairfare) que montamos para abrincadeira, e as pessoas reagiram com bom humor", disse umarepresentante da Virgin Blue. O tradição do 1o de abril data de séculos atrás, mas suasorigens são desconhecidas. De acordo com o Museu de Embustes, um Web site criado em1997 pelo autodescrito "especialista em mentiras" Alex Boese,as referências à data começaram a surgir no final da IdadeMédia. Mas, segundo ele, a teoria mais divulgada sobre suasorigens data do final do século 16, quando a França deixou deusar o calendário juliano e adotou o gregoriano. Com a mudança,o início do ano passou do final de março para 1o de janeiro. As pessoas que continuavam a comemorar o ano novo na semanaentre 25 de março e 1o de abril passaram a ser alvos debrincadeiras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.