Pianista Geraldo Flach morre no RS aos 65 anos

O compositor e pianista gaúcho Geraldo Flach morreu hoje, aos 65 anos, de câncer de pulmão, em Porto Alegre. Ele estava internado no Hospital Mãe de Deus desde o final de novembro para tratar da doença, detectada durante o ano passado. O corpo será velado no Centro Municipal de Cultura da capital do Rio Grande do Sul e cremado no Cemitério São José, no início da tarde de amanhã.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

03 de janeiro de 2011 | 20h21

Considerado um dos grandes instrumentistas do Sul do País, Flach já tocava em conjuntos de baile aos 14 anos. Ao longo da carreira compôs trilhas para cinema e programas de televisão e teve obras gravadas por Elis Regina, Emílio Santiago, Taiguara e Borghettinho. Entre suas composições estão "Choro da Alma", "Reencontro", "Parceira", "Fantasia", "Momento", "Vilarejo" e "Último Adeus".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.