PF recupera gravuras de Friedrich Hagedorn furtadas

A Polícia Federal recuperou neste sábado cinco gravuras do pintor alemão Friedrich Hagedorn, que supostamente foram furtadas em 2005 da Biblioteca Nacional. As obras, do início do século XIX, estavam em uma loja de leilões em Laranjeiras, na zona Sul do Rio, e foram encontradas por agentes da Delegacia de Meio Ambiente e Patrimônio Histórico da Polícia Federal, após denúncia anônima. O dono da loja, Antônio Leone Filho, foi detido para prestar esclarecimentos e pode ser indiciado por receptação, caso a polícia comprove que ele tinha conhecimento de que as obras eram roubadas. Os quadros estavam sendo analisados por um funcionário da Biblioteca Nacional, que confirmou que pelo menos duas obras pertenciam à instituição. Entre março e julho de 2005, a Biblioteca Nacional sofreu uma série de furtos que causaram um prejuízo estimado pela instituição em R$ 7,5 milhões, entre fotografias, gravuras e estampas antigas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.