PF pede saída de Sérgio do "Big Brother"

A Rede Globo reconheceu hoje que é irregular a situação do cabeleireiro Antônio Sérgio Tavares Campos, integrante do programa Big Brother Brasil, em nota oficial publicada no site do programa. Ele deve deixar o Brasil, conforme pedido da Polícia Federal, que notificou a emissora no sentido de que Sérgio seja retirado do programa e deixe o País em oito dias. Um processo de deportação deverá ser iniciado, caso o cabeleireiro se negue a sair do Brasil. Na nota, a Globo informa que o participante e seu advogado já foram avisados da notificação. Sérgio, que segundo a produção do programa é franco-angolano, não comunicou à Polícia Federal que havia saído de seu emprego, o que é obrigatório para estrangeiros residentes no País. Ele veio ao Brasil para trabalhar como cabeleireiro na academia de ginástica Sport Lazer, no Rio de Janeiro. A íntegra da nota da Globo diz o seguinte: "A TV Globo foi notificada hoje oficialmente pela Polícia Federal de que um dos participantes do Big Brother Brasil está em situação irregular no Brasil. A inscrição do candidato no concurso da TV Globo foi baseada na apresentação de CPF e passaporte com visto válido até novembro de 2002. Segundo a Polícia Federal, como Antônio Sérgio Tavares Campos, 29 anos, ainda não obteve visto definitivo para se estabelecer no país, deve se apresentar à Delegacia de Polícia Marítima, Aérea e de Fronteiras na segunda-feira. O Departamento Jurídico da TV Globo já deu conhecimento do problema ao participante e a seu advogado para que seja atendida a solicitação."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.