Peter O'Toole, de 'Lawrence da Arábia', morre aos 81 anos

Peter O'Toole, astro das telas e palcos que ficou conhecido por emprestar seu porte esguio e penetrantes olhos azuis ao personagem-título de "Lawrence da Arábia", morreu aos 81 anos, após uma longa doença, disse o agente do ator no domingo.

ANDREW OSBORN, Reuters

16 de dezembro de 2013 | 08h55

O'Toole já havia sobrevivido a um câncer de estômago na década de 1970, mas sua saúde se ressentiu das muitas décadas de intenso consumo de álcool e cigarros. Segundo o agente do ator, Steve Kenis, ele morreu no sábado em um hospital de Londres.

A carreira de O'Toole abrangeu seis décadas, mas ele será lembrado principalmente pelo papel que o revelou, no épico de David Lean, em 1962, sobre um excêntrico oficial britânico que se alia a uma milícia árabe para enfrentar as tropas otomanas durante a Primeira Guerra mundial.

"Lawrence" valeu a O'Toole a primeira das suas oito indicações ao Oscar de melhor ator. Ele nunca recebeu nenhuma dessas estatuetas, tornando-se um recordista em indicações frustradas -- a última delas em 2006, por "Vênus".

Em 2003, relutantemente, ele aceitou um Oscar honorário pelo conjunto da carreira.

Outros papéis marcantes da carreira dele incluíram nos filmes "Becket, o Favorito do Rei", "O Leão no Inverno" e "O Substituto", e mais recentemente na série de TV "The Tudors", interpretando o papa Paulo 3º.

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEPETEROTOOLE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.