Pesquisadores recriam instrumento musical da Roma Antiga

Técnicos da Universidade de Edimburgo desvendam o mistério do Lituus, que caiu em desuso há séculos.

BBC Brasil, BBC

30 de maio de 2009 | 12h45

Pesquisadores desenvolveram na Escócia um novo software capaz de ajudá-los a recriar o Lituus - um instrumento de sopro alongado parecido com um trompete.

O instrumento musical, de cerca de 2,5 metros, foi muito usado por músicos da Roma Antiga e nos séculos que se seguiram. A obra de Bach, O'Jesu Christ, meins lebens licht, composta no século 18, foi uma das últimas músicas escritas para o instrumento, que acabou esquecido - tanto que hoje ninguém tem uma ideia clara do som ou da aparência do instrumento.

O software produzido pelos especialistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, foi capaz de desenhar o Lituus através de descrições de seu formato e registros das notas musicais de composições feitas para o instrumento.

Difícil de manejar, o Lituus também é complicado de ser tocado devido à limitação de seus acordes musicais. Mas, se for tocado de maneira adequada, o canto religioso de Bach recebe uma qualidade musical única que não poderia ser reproduzida por instrumentos modernos.

O software foi produzido originalmente pelo estudante Alistair Braden para melhorar o design dos instrumentos de metal modernos. Mas o aluno e seu mestre, Murray Campbell, foram abordados por um conservatório da Suíça especializado em música antiga, Schola Cantorum Basiliensis (SCB), que desejava recriar o Lituus, mesmo que nenhuma pessoa viva hoje tenha ouvido o som do instrumento.

O conservatório forneceu diagramas e detalhes do tipo de som provavelmente produzido pelo Lituus.

"O software usou estes dados para desenhar um instrumento elegante e viável com a acústica e as qualidades sonoras necessárias", disse Campbell. "A chave era garantir que o desenho que nós conseguíssemos não apenas soasse corretamente mas tivesse também a aparência certa."

Os músicos da SCB fizeram uma apresentação experimental de O'Jesu Christ, meins lebens licht no começo do ano usando duas amostras idênticas do que supostamente seria o Lituus.

Campbell acredita que programas de computador sofisticados têm um grande papel a desempenhar na forma como será produzida música no futuro.

O software também abre a possibilidade de que instrumentos de metal possam ser desenhados atendendo às necessidades individuais dos músicos, de acordo com o gênero desejado, como jazz, clássico e outros. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.