Pesquisadores descobrem peça 'perdida' de Shakespeare

Obra foi descoberta há quase 300 anos para depois ser considerada falsificação; especialistas agora consideram verdadeira.

BBC Brasil, BBC

16 de março de 2010 | 10h18

Uma peça que foi descoberta pela primeira vez há 300 anos agora foi considerada como tendo William Shakespeare entre seus autores.

A obra, cujo título é Double Falsehood ("Traição Dupla", em tradução livre), foi escrita por Shakespeare em parceria com outro dramaturgo, John Fletcher.

O empresário teatral britânico do século 18, Lewis Theobald, apresentou a peça como uma adaptação de outra obra de Shakespeare, mas ela foi considerada uma falsificação.

Agora, os acadêmicos da editora britânica da obra do bardo, a Arden, acreditam que Shakespeare escreveu grande parte da obra.

Os pesquisadores acreditam que a peça é baseada em um trabalho perdido há muito tempo chamado Cardenio, que já era baseado na obra Don Quixote, de Cervantes.

"Acho que o toque de Shakespeare pode ser notado no Primeiro Ato, Segundo Ato e, provavelmente, nas duas primeiras cenas do Terceiro Ato da peça", disse à BBC o professor Brean Hammond, da Universidade de Nottingham.

Hammond acredita que Double Falsehood tenha sido escrita pouco depois da publicação da tradução de Don Quixote, em 1612. A peça foi apresentada pelo menos duas vezes em 1613.

Hammond é o editor da última coleção de obras de Shakespeare para a Arden, que já inclui a obra.

"Pelo menos metade das peças (de Shakespeare) escritas no período foram escritas em colaboração", disse Hammond.

Já é aceito que Shakespeare escreveu outras duas peças com Fletcher no final de sua carreira, Henrique 8º e Dois Nobres Parentes.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.