Divulgação
Divulgação

Pesquisador Roberto Ventura será homenageado hoje em São Paulo

Um dos maiores especialistas na obra de Euclides da Cunha, professor morreu há 10 anos

MARIA FERNANDA RODRIGUES - O Estado de S.Paulo,

10 Setembro 2012 | 03h07

Nos 10 anos da morte de Roberto Ventura, o Instituto Moreira Salles, guardião de seu acervo, presta homenagem a um dos maiores especialistas na obra de Euclides da Cunha. Um bate-papo hoje no Teatro Eva Hertz vai reunir Francisco Foot Hardman, professor do Departamento de Teoria e História Literária da Unicamp, o jornalista Mario Cesar Carvalho e a antropóloga e professora da USP Lilia M. Schwarcz. Os três conviveram com Roberto, morto aos 45 anos num acidente de carro, em 14 de agosto de 2002.

Era o ano do centenário de publicação de Os Sertões, a obra-prima de Euclides da Cunha, e Roberto, que foi colaborador do Estado, estava empenhado em concluir a biografia do escritor. No dia do acidente, ele voltava de São José do Rio Pardo, onde Euclides escreveu parte dessa obra - tinha ido lá para fotografar as capas das edições estrangeiras.

Excelente professor, querido pela competência e atenção que dedicava a alunos e pesquisadores. Ansioso e obcecado. Assim o professor Foot descreve o colega, que conheceu nos anos 90, quando Roberto voltou de uma temporada de estudos na Alemanha.

O esboço de seu trabalho - segundo Foot, ele tinha escrito cerca de 180 páginas e queria 600 - virou a obra Retrato Interrompido da Vida de Euclides da Cunha (Companhia das Letras, 2003).

Duas descobertas de Roberto são destacadas pelo professor. "Todos diziam que Euclides era republicano, militar e positivista. Isso tem sua verdade, mas ele fica logo frustrado com o andar da carruagem - sobretudo com o poder militar. Tínhamos noção disso, mas o Roberto foi fundo e mostrou essa tensão." Ele também estabeleceu uma identidade entre Antonio Conselheiro e Euclides. "Aquele personagem tão impressionante de Os Sertões, por mais terrível e ensandecido que ele pareça na representação feita pelo autor, tem ali alguma coisa de um processo de identificação. Concordo."

ROBERTO VENTURA: UMA HOMENAGEM

Teatro Eva Herz. Livraria Cultura. Av. Paulista, 2.073. Hoje, 19h30. Grátis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.