Personagens de 'Mad Men' vão virar bonecos da linha Barbie

Versões em miniatura dos atores da série de TV sobre o mundo da publicidade em 1960, saem em julho

EFE,

12 de março de 2010 | 20h52

Os personagens principais da série de televisão "Mad Men", transmitida pela rede americana "AMC", serão transformados em protagonistas de uma nova linha Barbie de bonecas e bonecos.

 

As versões em miniatura dos protagonistas da série, centrada no mundo da publicidade no início da década de 1960, serão lançadas em julho, anunciaram hoje a "AMC" e a Mattel.

 

Os bonecos serão criados pelo desenhista da empresa Barbie, Robert Best, e serão concentrados em quatro dos personagens principais da série: o diretor criativo Don Draper, sua mulher, Betty, a chefe das secretárias, Joan Holloway, e Roger Sterling

 

Embora a Mattel já tenha feito versões de personagens de séries famosas como "Arquivo X", o lançamento dos bonecos inicia uma nova linha da Barbie Fashion Model Collection.

 

A marca é dedicada aos exemplares de colecionador, conhecidos pela qualidade de seus modelos e acessórios.

 

Uma das particularidades dos bonecos que formam a coleção é o material, chamado de Silkstone, um vinil muito duro que imita a porcelana. As barbies desta coleção também são conhecidas por evocar as versões dos anos 60 da popular boneca loira.

 

A empresa Mattel deve produzir entre sete e dez mil cópias de cada um dos bonecos que serão vendidos a US$ 74,95.

 

Além disso, os bonecos dos personagens da série ambientada em Nova York usarão roupas e complementos semelhantes aos usados no programa.

 

Assim, o boneco de Don Draper, interpretado por Jon Hamm, será comercializado com uma maleta, um chapéu e sua gabardine, mas sem os cigarros e cinzeiros que podem ser vistos nos episódios.

 

As duas protagonistas femininas também terão seu visual complementado por imitações dos colares usados na série - pérolas no caso de Betty Draper e um pêndulo com uma caneta para a boneca de Joan Holloway.

 

A série, que estreará sua quarta temporada nos EUA no próximo verão, foi elogiada em inúmeras ocasiões e recebeu o Globo de Ouro de melhor série dramática em janeiro.

Mais conteúdo sobre:
Mad Men

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.