Peritos examinam na Grécia suposto caderno de Van Gogh

Foi encontrado na Grécia um caderno deesboços que se acredita que tenha sido de Van Gogh, contendoretratos semelhantes aos das obras mais famosas do pintor. Ainformação foi divulgada na quarta-feira pela dona do caderno. Tirado de um trem nazista por um combatente da resistênciagrega, o caderno foi encontrado em uma caixa pela filha dele,que procurou o Museu Van Gogh, em Amsterdã, para verificar suaautenticidade. Atendendo ao pedido da escritora grega Doreta Peppa, umespecialista em arte concluiu que os desenhos são, sim, doartista pós-impressionista holandês do século 19. O cadernoainda será examinado por peritos estrangeiros, segundo Peppa. "Quem não ficaria comovido com essa descoberta? Esta é aalma de Van Gogh", disse Peppa à Reuters. "Ele fez este cadernode desenhos para dar de presente. Não existe outro igual nomundo." O caderno inclui desenhos de rostos e personagens, sendoalguns semelhantes aos que estão incorporados em pinturas edesenhos de Van Gogh como "Os Comedores de Batatas," "Tristeza"e "Père Tanguy". Peppa disse que encontrou o pequeno caderno marrom,contendo mais de 60 páginas de esboços e desenhos, em caixasguardadas por seu falecido pai. Se for genuíno, disse, ocaderno pode valer perto de 4 milhões de euros. Também foi encontrada uma foto que, segundo Peppa, seria dopróprio Van Gogh. O artista grego e perito em arte Athanasio Celia, a quemPeppa pediu que examinasse o caderno, disse que é "um grandepresente a todo o mundo das artes." Em seu relatório sobre o caderno, que conclui que osesboços são autênticos, Celia disse: "O caderno é também umtestemunho exclusivo de que o desenho era a espinha dorsal dapintura, como Van Gogh acreditava." O livreto traz o carimbo da Real Academia de Arte deBruxelas, para onde Van Gogh se mudou em 1880, e um carimbonazista. "Este caderno foi de meu pai, que foi combatente daresistência grega na 2a Guerra Mundial", afirmou Peppa,segurando páginas escaneadas do caderno, que ela guarda numcofre bancário. "De acordo com seus escritos, ele o pegou durante um ataquea um trem nazista que se retirava da Grécia no final daocupação alemã." "Estou aberta à possibilidade de qualquer cientista sérioexaminar o caderno", acrescentou Peppa. Valendo aproximadamente 4 milhões de dólares, o cadernopode valer mais que isso num leilão, se for genuíno, mas Peppadisse que não tem planos de vendê-lo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.