Pepsi retira anúncio com rapper Ludacris

A marca de refrigerantes Pepsi tirou do ar uma campanhade marketing com o rapper Ludacris por causa do conteúdo dasletras de suas músicas, como as do disco Word of Mouf. Omotivo é uma série de reclamações de consumidores dorefrigerante. A gravadora do artista, a Def Jam, não fez nenhumcomentário sobre a decisão. As críticas começaram no programa deTV The O´Reilly Factor, com o âncora conservador BillO´Reilly. No show do Fox News Channel, ele disse que a Pepsi era"imoral" por usar um artista que "degreda as mulheres,encoraja o uso de drogas e faz tudo que machuca particularmenteos mais pobres na nossa sociedade". O apresentador tinha pedidoum boicote aos produtos da empresa. A contratação de Ludacrisfazia parte de uma campanha de marketing com minorias, queinclui também anúncios com a cantora Shakira e o comedianteBernie Mac. Em 1989, a Pepsi teve de tirar do ar um comercialcom Madonna e a canção Like a Prayer. Ainda assim, a popstar embolsou um cachê de US$ 5 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.