Penteados de japonesas acompanham altos e baixos da economia

Os órgãos de previsões econômicas devemficar atentos: as japonesas estão cortando seus cabelos curtosoutra vez. Citando uma pesquisa conduzida pela empresa japonesa decosméticos Kao Corp, o jornal econômico Nikkei informou que asmulheres tendem a deixar os cabelos longos quando a economiajaponesa está indo bem. Quanto à performance econômica futura do Japão, o Nikkeinotou que a tendência da moda favorece os cortes de cabelo maiscurtos. A observação reflete a opinião de alguns analistas de que omais longo ciclo de crescimento do Japão desde a 2a GuerraMundial pode ter acabado e que a economia corre o risco deentrar em recessão. A Kao, segunda maior firma de cosméticos do Japão, fazpesquisas regulares com 1.000 mulheres em Tóquio e Osaka há 20anos, disse o Nikkei. Até o início dos anos 1990, quando a bolha econômicajaponesa estourou, 60 por cento das mulheres na casa dos 20anos deixavam seus cabelos longos, disse o jornal. Durante a queda dos anos 1990, os cabelos curtos --definidos como sendo aqueles cortados acima da clavícula --passaram a dominar entre as japonesas. Desde 2002, porém, oscabelos longos voltaram a ter alguma popularidade -- justamentequando a economia começou a crescer, disse o Nikkei. O jornal também identificou um novo fator que pode afetar aprecisão do comprimento dos cabelos como indicador econômico: acrescente popularidade do coque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.