Pela 1ª vez no Brasil, Kool and the Gang vai tocar em SP

?Há sempre um motivo para levantar de manhã e celebrar a vida.? A frase vem assinada por ninguém menos que Robert Kool Bell, baixista e líder do Kool and the Gang, grupo nascido na década de 70 que eternizou o hino Celebration, que sobrevive desde a primeira vez que chegou ao primeiro lugar da parada norte-americana, em 7 de fevereiro de 1981. Pela primeira vez no Brasil, Bell promete não decepcionar o público que for na sexta e sábado ao HSBC Nações Unidas, em São Paulo, para assistir a uma banda que parece descongelada diretamente dos anos 70. Além de Celebration, prepare-se para ouvir Get Down On It, Ladies Nights, Tonight, Joana, Cherrys, Jungle Boogie e Hollywood Swinging. Além de abrir o baú, o grupo tocará músicas do novo álbum ''Still Kool'', lançado em 2007. Sailing, de Christopher Cross, e What?s Happening Brother, de Marvin Gaye, estarão no repertório dos shows de sexta e sábado. ?Nosso novo álbum traz homenagens, músicas dançantes e muito romantismo para os casais?, explica Bell, com a sapiência de quem completou 58 anos neste mês. São mais de 70 milhões de CDs vendidos, cerca de 30 discos lançados e nenhuma passagem pelo Brasil, o país da ?celebração?. ?Ninguém nos chamou antes para ir ao Brasil?, diverte-se o pai de dez filhos. Dez filhos!?. ?Sim, mas de três casamentos diferentes. A música me fez assim?, comenta Bell. Sobre o Brasil, ele lembra de ter gravado com Eumir Deodato e de escutar muito Tom Jobim e Sergio Mendes. ?A música brasileira é fabulosa?, derrete-se. ?Não vemos a hora de tocar para o público brasileiro", diz Bell. As informações são do Jornal da Tarde. Kool and the Gang. HSBC Nações Unidas. Rua Bragança Paulista, 1281, em São Paulo. Tel. (011) 4003-1212. Sexta (24) e sábado (25), às 22h. De R$ 150 (setor 3) a R$ 300 (camarote). 14 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.