Thiago Bernardes/Estadão
Thiago Bernardes/Estadão

Pedro Lourenço lança coleção mais acessível e comercial

Estilista diz que peças não serão como as desfiladas na Semana de Moda de Paris

Mariana Belley, O Estado de S. Paulo

02 de abril de 2014 | 08h00

Quinta-feira, dia 3/4, será um dia importante para o estilista Pedro Lourenço. Quase no final da São Paulo Fashion Week, o jovem  lançará uma nova linha de sua marca, a coleção Capsule, que ocupará as araras com peças prontas para vestir, visando a um mercado mais acessível, funcional e comercial. "Acredito que é fundamental saber dividir o comercial do conceitual. Se antes o comercial era muito ligado ao básico, agora as pessoas querem roupas especiais, com valor agregado", afirma.

Nessa coleção, focada em uma moda festa, Pedro explora novos comprimentos, materiais e mostra o estilo da marca focada na mulher brasileira. Veremos na passarela uma estética vintage superfeminina, com a cintura marcada valorizando a silhueta, comprimentos midi a longos, que é uma novidade no universo da marca, muito paetê preto - material nunca trabalhado pelo estilista -, além de vinil, bijuterias e cintos.

Pedro reforça que essa nova linha que veremos a partir de agosto é diferente das coleções desfiladas durante a Semana de Moda de Paris. "A diferença é que o apresentado aos parisienses tem maior investimento em tecnologia e em laboratório e é, na verdade, onde nós desenvolvemos as técnicas que serão usadas aqui."

O estilista já inclui em seu processo de execução métodos tecnológicos presentes no recorte a laser das peças ou na criação de estampas. "As áreas tecnológicas se desenvolveram muito, mas, na moda, o impacto foi relativamente pequeno. A única revolução que pode acontecer no universo fashion está na manufatura. O scanner 3D, por exemplo, já imprime remédios... Em breve, você vai poder baixar sua roupa em casa."

Tudo o que sabemos sobre:
spfw-verao-2015

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.