Peças lembram centenário de morte de Oscar Wilde

Salomé, talvez a mais universal obra de Oscar Wilde, estréia na próxima segunda-feira, em montagem da Companhia Pop de Teatro Clássico. A peça marca o início das homenagens aos cem anos da morte do escritor que ocorrerão na cidade nos próximos meses. O elenco principal é formado por Adriana Monteiro, Eber Inácio, e Thales Coutinho. Conhecido por sua crítica aos costumes da sociedade inglesa, neste texto Wilde ultrapassa os limites da Europa. Obcecado pela figura de Salomé, a personagem bíblica que pediu a cabeça de João Batista em uma bandeja, transformou-a em um símbolo de beleza e sedução. Em Curitiba, também na semana que vem, estréia ...Com Amor, Oscar Wilde, texto sobre a vida do autor inglês escrito por Maurício Souza Lima. Segundo o diretor Demetrio Nicolau, a peça, que nesta versão passou a se chamar Desejo de Salomé, resume toda a personalidade do autor, principalmente seu amor à beleza e à juventude. O texto foi censurado em Londres, acusado de profanar personagens bíblicos, e estreou em Paris, em 1896. Neste ano, Wilde estava preso, fora acusado de perversão de menores pelo Marquês de Queensberry, pai do seu amante, o poeta Lord Alfred Douglas. Contudo Sara Bhernardt, a maior atriz da época, montou e protagonizou o espetáculo com grande sucesso. Os acontecimentos que ocorreram após a encenação de Salomé marcaram o início da decadência de Wilde. Na montagem carioca, Demetrio vê uma particularidade: a idéia do fim e do recomeço. Do fim de um grande autor, encenado neste clima de fim de milênio, e da estréia da sua nova companhia de teatro, a Cia. Pop de Teatro Clássico." Queremos popularizar os textos clássicos, torná-los acessíveis ao grande público." , diz Demetrio, dono de um currículo com 50 montagens em 33 anos de teatro.Brasil afora - Outras homenagens estão previstas para este ano. Uma delas é a encenação da vida do autor, que chega ao Rio dia 05 de outubro, no teatro SESI , Centro da cidade. A peça ...Com amor, Oscar Wilde estréia em Curitiba no teatro Guairinha dia 03 de agosto, e fica em cartaz nas três semanas seguintes. O espetáculo tem como encenação central o seu julgamento em 1895. A partir disso, mostra toda a trajetória de Wilde, suas angústias, seus amores , o sucesso e a ruína. Para Ivone Hoffman, diretora, a relevância do texto está em apresentar ao público brasileiro o autor de forma clara, sem os estigmas que são impostos normalmente à sua obra. O texto, de Maurício Souza Lima, é resultado de mais de dez anos de pesquisas sobre o autor irlandês. "Quis aproximar Wilde à nossa realidade, para isso, dei um tom de folhetim para a história. A peça mostra um homem além do seu tempo e de seu país, e uso as relações que ele travou com o filho, com a mulher, com seu amante, imprensa e toda a sociedade para mostrar um autor que é universal", explica Lima, que representa o próprio Wilde no espetáculo. A montagem marca ainda a volta do ator Perry Salles ao teatro, como o Marquês de Queensberry.Desejo de Salomé - Teatro Rubens Corrêa (Rua Prudente de Morais, 824, Ipanema); tel:. 523-9794; Estréia 31 de julho; Todas as terças e quartas às 21 horas; R$ 15,00...Com Amor, Oscar Wilde - Teatro Guairinha (R. 15 de Novembro,s/nº, Centro - Curitiba). De 03 a 20 de agosto; Temporada de quinta à domingo, às 21h; Tel: (41) 322-2628

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.