Peça traz Nathalia Timberg e Rosamaria Murtinho a SP

O embate entre duas mulheres - esposa e amante - que dividiram o mesmo homem por 25 anos, é o tema central de "Sopros de Vida", espetáculo que estreia amanhã, no Teatro Vivo, em São Paulo, depois de temporada de três meses no Rio de Janeiro. Escrito pelo inglês David Hare, indicado ao Oscar pelos roteiros adaptados de "As Horas" (2002) e "O Leitor" (2008), o texto narra a vida de Frances e Madeleine depois que o advogado Martin as abandona. No palco, Nathalia Timberg, 81 anos, e Rosamaria Murtinho, 74, protagonizam o encontro desses dois corações partidos.

AE, Agência Estado

19 de agosto de 2010 | 09h33

Com 60 anos de carreira, Nathalia Timberg entrou em contato com o texto por meio do diretor Eduardo Tolentino, um dos criadores do grupo Tapa. O encantamento com as palavras de David Hare fez com que a atriz se debruçasse sobre a obra. "Eu fiquei muito tempo fazendo a tradução da peça. Só sosseguei quando vi o espetáculo pronto", conta Nathalia.

Depois de passar pelas mãos da atriz, a tradução chegou ao diretor da produção, Naum Alves de Souza, que ficou com a responsabilidade de lapidar a obra e deixá-la pronta para o teatro. Para ele, a maior dificuldade foi garantir a fluidez do texto. "É uma obra fascinante, com diálogos vigorosos, que vão do presente ao passado. As duas mulheres falam como se o homem estivesse ali", diz Souza, que concretiza, com o espetáculo, um desejo antigo: trabalhar com Nathalia Timberg. "Foi como um namoro. Sempre que a gente se encontrava, falava sobre a possibilidade de fazer algo em parceria", conta ele.

No palco, Nathalia é Madeleine e Rosamaria Murtinho, Frances. Madeleine era amante do marido de Frances antes mesmo de ela se casar. Depois do casamento, o advogado Martin continua com o relacionamento antigo. Ao mesmo tempo, constrói toda a sua vida ao lado da mulher com quem se casou: Frances. No início, somente Madeleine sabe da existência de Frances. Mas logo a mulher descobre tudo e, apesar de algumas rusgas, acaba aceitando o fato de o advogado ter outra.

O texto começa quando o homem, que nunca aparece em cena, conhece uma terceira mulher - uma jovem americana - e parte com ela para Seattle, nos Estados Unidos. Dessa vez, quem não está sabendo o que se passa é a amante, Madeleine, que só se dá conta de que foi trocada quando Frances aparece para lhe fazer uma visita. Escritora de best-sellers, Frances resolve escrever uma não ficção. O assunto escolhido é justamente o triângulo amoroso do qual fez parte por duas décadas e meia. Para apurar informações para o novo livro, ela resolve conversar com sua antiga rival. As informações são do Jornal da Tarde.

Sopros de Vida - Teatro Vivo (Av. Doutor Chucri Zaidan, 860). Tel. (011) 7420-1520. Estreia amanhã. Até 26/9. Sexta-feira, às 21h30. Sábado, às 21h. Domingo, às 19h. Ingr.: R$ 40 (sex. e dom.); R$ 50 (sáb.). 14 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.