Peça "A Vida na Praça Roosevelt" tem tema universal

Após o roubo de seu lap top, que a fez perder todo um trabalho em andamento no Brasil, a dramaturga alemã Dea Loher voltou seu olhar para os personagens da Praça Roosevelt, no centro da cidade de São Paulo. Nasceu assim a peça A Vida na Praça Roosevelt, que estreou no Thalia Theater, em Hamburgo. Com seis atores alemães, o espetáculo terá três apresentações, a partir de hoje, no Teatro Sesc Anchieta e, em outubro, participa do festival internacional de teatro do Rio, o Riocena. "Infelizmente, as legendas em português talvez não traduzam bem o texto. Elas servem apenas para situar o espectador", diz Dea.A recepção de público em Hamburgo, ela conta, foi muito boa. "Penso que isso aconteceu porque, apesar das especificidades, a peça aborda temas universais, como o desemprego", afirma.A Vida na Praça Roosevelt - Espetáculo com legendas em português. De Dea Loher. Direção Andreas Kriegenburg. 14 anos. 180 minutos. Teatro Sesc Anchieta (320 lugares). Rua Doutor Vila Nova, 245, 3234-3000. De hoje a sexta, às 21 horas. R$ 20. Na sexta, 15 horas, leitura dramática de alguns trechos da peça com Os Satyros, seguida de debate com a autora e o diretor. Grátis (retirar senha com 30 minutos de antecedência). Até sexta

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.