Paz reúne 35 mil pessoas nas ruas de SP

A 4ª edição da Parada da Paz, que acontece na Av. República do Líbano, reúne cerca de 15 mil pessoas, segundo a Polícia Militar. Tocando músicas dos anos 70 e início dos 80 além de tecno, os dez trios elétricos atraem cerca de 11 "tribos", segundo afirmou um dos organizadores. Há desde rappers, pucks, clubbers e GLS, que devem dançar até as 21 horas, quando a passeata chega ao seu fim. Às 16 horas, o cantor Supla fez a abertura da parada que tem como destino o Monumento da Bandeira, no Ibirapuera. "As pessoas que estão se divertindo aqui hoje talvez nem tenham vindo pela paz, mas a palavra já vai ficar gravada no inconsciente de cada um", afirmou Supla, que participa pela primeira vez do evento. Organizada pela Mundo Mix, a "Parada da Paz" que já foi chamada de "Parada do Amor de São Paulo" abordou, desde 1997, assuntos como: aids e a violência. No ano passado, com o mesmo tema, a passeata contou com a participação de 25 mil pessoas, segundo os organizadores.Encontro - Pela manhã e inicio da tarde, cerca de 20 mil pessoas concentravam-se na Praça da Sé, região central da cidade, participando do Encontro pela Paz. Promovido pela Força Sindical de São Paulo. Com a presença de diversos grupos de rock, cantores e artistas, entre eles: Cidade Negra, Ira, Pato Fú, Marcelo Bonfa,a apresentadora da Rede TV, Fabiana Sabá,a autora de novelas, Glória Peres, e o grupo Paralamas do Sucesso, o encontro também tinha o objetivo de reunir os jovens para conscientizá-los pela não-violência.

Agencia Estado,

26 de novembro de 2000 | 20h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.