Paulo Lins escreve na Alemanha seu novo livro

Paulo Lins trabalhava há anos a idéia de escrever sobre o papel dos imigrantes no País. Ela é anterior a seu romance Cidade de Deus, fenômeno das livrarias amplificado no cinema pela adaptação de Fernando Meirelles. O antigo projeto é agora levado a cabo em Berlim, onde desfruta de uma bolsa do governo alemão.Em seu novo livro, Lins vai contar a trajetória de um família portuguesa e uma de origem africana, chegadas ao Brasil no século 19. Mantendo o tom crítico: "grande parte dos imigrantes só pensava em si, não ajudou o país em nada e apenas deu prosseguimento à colonização", disse à BBC Brasil. Lins deixa a periferia de Cidade de Deus para centrar a ação no bairro do Estácio. "É o lugar onde começou a macumba, onde os negros se encontravam. Mais tarde foi o bairro de Noel Rosa e deu origem à primeira escola de samba."Enquanto isso, seu Cidade de Deus continua penetrando novos mercados, com direito a versões em grego e japonês. Curiosamente, a Alemanha ainda aguarda a sua edição. "A editora alemã já recusou três traduções, por causa da má qualidade. O livro não é fácil de ser traduzido", disse Lins. As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.