Paulo Coelho fala, na Áustria, sobre religião

O escritor Paulo Coelho assegurou neste sábado, na cidade austríaca de Melk, onde participa de um seminário internacional, que "a religião passa por um período de fundamentalismo muito grande".O autor brasileiro de romances traduzidos para dezenas de idiomas, como "O alquimista" e "O Zahir", expressou seu desejo de que esta tendência "seja transitória", em declarações à Efe.O escritor participa neste final de semana de um seminário intitulado "Diálogo Global para a Inspiração" na cidade de Melk, a 70 quilômetros de Viena, onde irá proferir sua palestra "O Indivíduo Pode Transformar o Mundo?".Sobre as eleições de outubro no Brasil, o autor confessou que confia muito no atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, embora tenha ressaltado que "tem vários problemas".Está previsto que Paulo Coelho apresente em breve um filme para comemorar os 20 anos de sua primeira peregrinação pelo Caminho de Santiago.O romancista também criticou a seleção brasileira pelo fraco desempenho na Copa do Mundo da Alemanha. "O problema é que (os jogadores) achavam que iam ganhar, e esse é o maior dos obstáculos para se chegar a uma vitória".

Agencia Estado,

09 de setembro de 2006 | 20h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.