Paulo Coelho e Maurício de Sousa lançam livro infantil

É tiro certeiro: O Gênio e as Rosas acaba de ser lançado com a certeza do sucesso comercial. Da tiragem inicial de 30 mil exemplares, restam apenas quatro mil reservados para a 18ª Bienal do Livro (em cartaz a partir de amanhã) e a editora Globo dá como certa a saída dessas unidades ao longo do evento. Ou seja: o primeiro livro da parceria entre o escritor Paulo Coelho e o desenhista Maurício de Sousa nem bem saiu e já esgotou.O Gênio e as Rosas oferece 24 contos ilustrados pertencentes ao imaginário literário e de autores desconhecidos. Paulo Coelho os adaptou com sua linguagem, enquanto Maurício de Sousa emprestou suas cores, seus personagens e seu traço para colorir as histórias. Unem-se, assim, dois dos maiores campeões de vendas do mercado editorial brasileiro: o escritor acumula mais de 54 milhões de livros vendidos e os estúdios do cartunista detêm 70% do mercado brasileiro de quadrinhos.Com os números como aliados, a modéstia é praticamente uma desconhecida. "Eu e o Paulo não temos dúvidas de que esse projeto será sucesso também no exterior. Nós combinamos que, primeiro, a gente avaliaria o que aconteceria aqui e agora. Mas temos planos para o futuro e esse livro vai virar filme em computação gráfica. Isso ainda está em negociação mas tudo que eu imagino que seja possível, acontece", disse, confiante, Maurício de Sousa na entrevista coletiva de lançamento do livro.Além do filme, a dupla já pensa em lançar um segundo volume de O Gênio e as Rosas. "Esse livro é o princípio de um trabalho. Espero que seja o primeiro de muitos", torce o cartunista. "Por causa do volume de trabalho, tanto meu como dele, a gente nem se viu ainda desde que o livro saiu. Somos parceiros virtuais. Mas vou tentar sentar com ele para falar do número 2, dos planos para mercado internacional e do desenho animado."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.