Paulo Coelho chega a Vladivostok a bordo do Transiberiano

O escritor Paulo Coelho chegou nesta terça-feira a Vladivostok, capital do Extremo Oriente russo, após percorrer 9.288 quilômetros a bordo do trem Transiberiano, encerrando uma viagem que começou dia 15 de maio, em Moscou.Coelho, que foi recebido por uma multidão de admiradores ao descer do trem, dedicou a viagem ao dissidente russo Alexander Soljenitsin, prêmio Nobel de Literatura em 1970, informou a agência Interfax. "Graças a seu talento, Soljenitsin mostrou ao mundo os horrores e as desventuras na vida dos presos dos campos de trabalho soviéticos", disse Coelho.O autor brasileiro lembrou que a viagem coincidiu com o aniversário de sua libertação, em 1974, durante a ditadura militar.Coelho, que tinha tentado, em vão, viajar no Transiberiano em 1982, dedicará o dia de hoje a conversar com os leitores e viajar de navio pelo rio Amur, fronteira natural entre Rússia e China.Ele criou um diário em seu site oficial para que os leitores pudessem acompanhar as suas aventuras pelo coração da Sibéria.O popular escritor anunciou em 29 de março sua intenção de viajar no Transiberiano para manter o sentido da peregrinação que aprendeu no Caminho de Santiago, em 1986, que inspirou o romance Diário de um Mago.Ele aproveitou as últimas duas semanas para revisar seu novo livro, e também anunciou a intenção de realizar um filme sobre sua viagem a bordo do Transiberiano.A peregrinação pelo mundo, que começou em 20 de março, termina em 22 de junho. Depois disso, o mago vai à Alemanha para assistir à Copa do Mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.