Paulo Borges fala sobre MorumbiFashion

Idealizador do MorumbiFashion Brasil, Paulo Borges é a figura por trás desta imensa engrenagem fashion que é o Morumbi. Borges sabe que moda não é só futilidade, por isso foi capaz de reunir 16 patrocinadores com um investimento total de R$ 3,6 milhões. Dinâmico e empreendedor Borges comenta o sucesso desta 9ª edição do evento. Agência Estado - Como o MorumbiFashion conseguiu atrair a atenção do mundo?Paulo Borges - Toda vez que acaba uma edição tentamos nos aperfeiçoar; fazemos reuniões para ver o que está errado, escutamos os participantes e, com isso, acho que estamos chegando a um nível internacional de desfiles. Esta resposta do público é muito importante para nós, e é o que nos faz crescer.AE - Porque este ano o evento restringiu tanto a entrada? Borges - Eu sei que temos problemas que persistem como é o caso de convites e credenciais. Mas as pessoas precisam saber que o MorumbiFashion é um evento fechado para a imprensa de moda, de economia e de variedades, além dos compradores. Por isso não podemos atender à todos.AE - E o Paulo Borges na moda. Como é seu guarda roupa?Borges - Eu admiro muitos os estilistas brasileiros. No meu dia-a-dia gosto de misturar uma peça de um estilista, outra peça de outro. Uso muito as roupas do Alexandre Herchcovitch; elas combinam comigo. Mas me identifico mais mesmo é com jeans e um camiseta Hering branca".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.