Reprodução YouTube
Reprodução YouTube

Pastor Tassos Lycurgo ganha nova função no Iphan

Ele é diretor do Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan desde dezembro

Redação, O Estado de S. Paulo

21 de janeiro de 2021 | 08h22
Atualizado 22 de janeiro de 2021 | 14h49

Tassos Lycurgo, pastor da comunidade cristã Ministério Defesa da Fé e professor do programa de pós-graduação em Design da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), foi nomeado no dia 8 de dezembro como o novo diretor do Departamento de Patrimônio Imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Nesta quinta, 21, ele ganhou outra função e passa a ser também diretor nacional do projeto de cooperação técnica internacional Aprimoramento das Capacidades de Gestão do Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil.

O projeto se insere no Acordo de Cooperação Técnica Internacional firmado entre o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), segundo a publicação no Diário Oficial



O pastor Tassos Lycurgo escreve para o blog DefesaDaFe.org, que o apresenta como presidente do Defesa da Fé Ministério Internacional. É autor de livros, entre os quais Job. Betrayed by God? Delivered to the Devil?, e mantém o canal no YouTube Defesa da Fé TV Tassos Lycurgo, com vídeos e transmissões ao vivo de cultos e estudos bíblicos.

O Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan, órgão que é subordinado à Secretaria Especial da Cultura, é responsável por, entre outras coisas, “zelar pela preservação e difusão dos saberes, das celebrações, das formas de expressão e lugares portadores de referência à identidade, à ação e à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira”. Isso inclui, por exemplo, diferentes manifestações religiosas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.