Passione baterá Viver a Vida em merchandisings e faturamento

Ainda com média de audiência menor que sua antecessora, Passione está prestes a bater outros recordes na Globo: o de merchandisings e, por consequência disso, também o de faturamento entre folhetins. Segundo levantamento da Controle da Concorrência, que monitora inserções comerciais para o mercado publicitário, de 17 de maio (data de estreia)a 13 de setembro, Passione teve 93 ações de merchandising. Viver a Vida, por sua vez, que ficou no ar de setembro de 2009 a maio deste ano, teve ao todo cerca de 112 ações do gênero. A conta indica que Passione, que ainda tem mais de três meses pela frente, deve passar, com folga, a trama de Manoel Carlos. Pelos preços de tabela, sem desconto, a antecessora no horário faturou cerca de R$ 70 milhões só com merchandisings. No atual ritmo que vai, com ações integradas ao contexto da trama e estendidas a outras mídias da Globo, como internet, Passione tem tudo para superar esse saldo. Nesse time entram as marcas C&A, que está lançando até uma coleção de roupas inspirada na novela, e a Houston, fabricante real de bicicletas que entrou no folhetim como concorrente da ficcional Metalúrgica Gouveia. Ah, a Houston - que investiu R$ 10 milhões em ações de marketing da novela - também lançou uma linha bicicletas que é alvo de disputa na trama. Já passaram também por Pasione marcas como Itaú, Cielo, Embeleze e Hospital São Luiz, entre outras. Já em ibope, Passione ainda não atingiu a média, na soma dos capítulos, de Viver a Vida, que encerrou sua passagem pela emissora com audiência média de 36 pontos, segundo medição na Grande São Paulo.

Keila Jimenez, keila.jimenez@grupoestado.com.br, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2010 | 00h00

5 pontos

de audiência registraram anteontem as reprises de Esmeralda e Pérola Negra, deixando o SBT em segundo lugar no horário em ibope

"Se a baleia não morrer, não resta outra alternativa: dá para ela um programa no SBT!" Piada de Bento Ribeiro no Furo MTV sobre baleia encalhada em uma praia

A atual queda de audiência que afeta Globo geraria pânico maior dois anos atrás. Na época, era grande o entra e sai de gente nos switchers (ilha de edição) da emissora em São Paulo, que tinha telas, bem posicionadas, com ibope ponto a ponto dos programas, em tempo real.

Há cerca de um ano e meio a Globo retirou os monitores que exibiam a medição de ibope em tempo real de seus switchers e disponibilizou a pesquisa só para diretores e editores executivos, com acesso em seus computadores pessoais.

Fundo do poço? Não, mais embaixo. Danilo (Cauã Reymond) em Passione vai degringolar de vez nas drogas a ponto de virar morador de rua.

Em operação após seis meses de reformas, por conta de um incêndio, a TV Alphaville teve sua venda arquivada por seu proprietário, Guilherme Stoliar.

O mundial de basquete foi muito bem em ibope na TV paga. Nos primeiros nove dias da competição, os canais Sportv registraram audiência 158% maior do que na edição de 2006. O embate entre Brasil e EUA rendeu ao Sportv a liderança na TV paga no horário.

O megatelão em HD no stand da emissora japonesa NHK roubou os holofotes na IBC, principal feira mundial do setor da mídia eletrônica, realizada na semana passada, na Holanda. A resolução da tela era de 7680 x 4320 pixels. O full HD no Brasil está em 1920 x 1080 pixels.

Na mesma feira, muito se falou de produções em 3D, mas só a SKY britânica e a ESPN estavam com canais inteiros abusando da nova tecnologia. Por aqui, a Net ensaia um canal em 3 D para 2011.

A MTV pretende reunir todos os seus VJs e ex-VJs - até desafetos da casa - na festa de comemoração de 20 anos do canal, em outubro, no Rio de Janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.