Passar nervoso para quê?

Não gosto de montanha-russa. Aquela sensação de frio na barriga não me agrada. Sofrer para quê? O mesmo serve para filmes de terror. Foram cinco tentativas até que eu conseguisse assistir ao filme O Iluminado (The Shinning, de Stanley Kubrick, 1980)por completo. Na primeira tentativa, desliguei o videocassete - sim, isso já faz um tempo - nos primeiros minutos, quando o menino, filho de Jack Nicholson, começa a falar com o próprio dedo. Depois, o controle remoto parou na cena das gêmeas no elevador, no redrum e, mais tarde no "Here's is Johnny", com Nicholson segurando um machado. Tá, superadas essas cenas, consegui chegar ao fim, não sem passar no fast forward a cena final no labirinto cheio de neve. Para mim, não fazia sentido prolongar a agonia da perseguição, já que havia no videocassete este maravilhoso recurso de passar cenas para frente rapidamente. Assim, o fim do filme chegou mais cedo e e a taquicardia durou menos tempo. Um alívio!

O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2011 | 03h08

Por isso, quando ouvi sobre a nova série de Ryan Murphy, confesso que comecei a gorar. "Espero que seja cancelada." Mas, superei o medo e assisti ao primeiro capítulo. Não preciso dizer que odiei. E isso, no meu caso, significa que a série é boa para quem gosta do gênero. Afinal, gosto de filme ruim de terror como, por exemplo, A Noiva de Chuck - acho a Jennifer Tilly ótima e ainda tem a Katherine Heigl antes da fama. American Horror Story, no entanto, começa já com criança. Lembrei-me de A Profecia, A Colheita Maldita e outros filmes que usam criancinhas para assustar. Não gosto nem um pouco... Já fiquei ali com vontade de desligar a tevê, mas segui adiante. Queria ver Jessica Lange - desde a lobotomia no filme Frances, tenho uma simpatia pela atriz. E, quando percebi, o episódio tinha acabado. Sobrevivi, mas não acho que vou acompanhar a série, confesso. Afinal, não sou como os personagens deste tipo de atração: eles ouvem um barulho na casa e, em vez de chamarem a polícia e deixarem o local, eles decidem pegar uma faca de cozinha e subir as escadas atrás do ruído... Muito esperto!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.