Passagem de Som

REAGE, RIO!

Lúcio Ribeiro, O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2010 | 00h00

O RIO CONTINUA LINDO. MAS O INDIE...

O Rio de Janeiro continua lindo, ok. Mas, até há poucas semanas, a coisa caminhava bem feia, em se tratando de rock independente.

No meio do ano, em junho, duas bandas indies tocaram lá para um público muito pequeno. Os americanos Girls e Men, nomes da nova cena, se apresentaram para um Circo Voador vazio. Ouvi de um carioca que a razão era porque "fazia frio no dia" e o clima teria afugentado o público. Estava 18 ºC.

Em agosto, a banda francesa Phoenix, uma das mais badaladas do rock atual, estava praticamente fechada para um show brasileiro extra no Rio de Janeiro. Primeiro porque o grupo pediu para tocar no Rio. Daí veio um produtor mineiro e levou o show do Phoenix para BH.

Indignado com a perda, um blog do Rio, o URBe, colocou os indies locais na parede e produziu um abaixo-assinado online para tentar reverter a situação e mostrar que os cariocas estavam interessados em ter o Phoenix em sua cidade. Nem 200 pessoas assinaram a petição. Esquece o Phoenix.

No paralelo a isso tudo, estava sendo acertada para o Brasil a turnê da banda sueca Miike Snow, presença forte nos grandes festivais mundiais. São Paulo, Porto Alegre e Recife se prontificaram rapidinho a receber o Miike Snow, mas, mesmo com uma data reservada para o Rio, o Circo Voador não fechou por medo de falta de público.

Indignados em ver o Rio fora da rota dos shows internacionais bacanas, cinco amigos se organizaram e compraram o show do Miike Snow, para estabelecer uma parceria com o Circo Voador e levar a banda sueca para tocar no Rio. Na rede, convenceram outras 55 pessoas a entrarem com dinheiro para, num sistema de cotas de R$ 200 cada, ajudar a pagar cachê e os custos de produção do show. E deu certo. O resumo da ópera rock é este: graças a "60 cariocas empolgados", que virou o nome da realização deste show no Rio, uma das grandes pequenas bandas do rock mundial se apresenta no Rio de Janeiro na próxima segunda-feira. O Rio roqueiro e indie reagiu. Que lindo se isso continuar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.