Passagem de Som

De Austin, Texas. Já que é para começar uma coluna sobre música nova, não há no mundo hoje melhor lugar para estrear do que direto do mais importante festival no gênero, o South by Southwest (SXSW).

, O Estadao de S.Paulo

20 de março de 2010 | 00h00

 

Ouça trechos de outras canções do festival

Por 5 dias ele está botando o foco da indústria da música em cerca de 1.800 bandas, que se apresentam do meio-dia às 2h em clubes, bares, lanchonetes, lojas de roupas, de discos, de tatuagens, praças, ruas, igrejas. O SXSW espalha atrações de todo mundo (tem banda da China, Israel, Brasil) pelas principais ruas da região central de Austin, fazendo valer muito dois ditados locais: "Mantenha Austin fora do normal" e "O amanhã começa aqui".

SONS DO BRASIL

SHOW DIVERTIDO COM GRUPO DE BRASÍLIA

Se até a Mongólia faz seu showcase no festival SXSW, por que não o Brasil? Assisti a um divertido show do Lucy & The Popsonics, dupla eletrorock de Brasília. Os grupos The Name (Sorocaba), River Raid (Recife) e Copacabana Club (Curitiba) já tocaram na semana. O Moxine, que vem de São Paulo, se apresenta hoje. E teve/tem/terá mais shows brasileiros ainda no SXSW 2010.

ELETROHIPPIE SUECO

TRÊS NOMES QUE VALEM CITAR

Dos 1.800 nomes do SXSW, destaco três novos, que causaram certo agito em Austin. (1) A banda Miike Snow, assim, com dois "is", formada em 2007. Som eletrohippie sueco, atmosférico e dançante ao mesmo tempo. Tem álbum lançado nos EUA. Bombou. (2) O trio inglês XX, já bastante comentado no Reino Unido e "darling" dos independentes americanos. Conseguiu fazer o público de um bar caótico e superlotado ficar em silêncio para ouvir bem sua delicadeza sonora. (3) The Surfer Blood. Banda de West Palm Beach, Flórida, o que por si só já é esquisito. É americana, mas podia estar dentro do pop inglês pegajoso. Estrela ascendente do indie, tem disco de estreia lançado. Ouça Swin para entender melhor o que eu falo.

MEIA-IDADE

PALESTRA DO SMOKEY ROBINSON NO TEXAS

Não é só de novidades que vive o SXSW. Bandas velhas também têm espaço. O Smokey Robinson (Motown) fez palestra e tocaria ontem. O grunge Soundgarden deve fazer "show-surpresa" até amanhã, marcando a sua volta. E o SXSW vela o grande Alex Chilton, importante guitarrista do Big Star, que morreu esta semana, aos 59 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.