Divulgação
Divulgação

Partitura manuscrita de Mahler alcança o valor recorde de 5,6 milhões de dólares

Peça leiloada contém inúmeras edições e anotações do músico alemão

Ansa Flash

29 Novembro 2016 | 10h59

Uma partitura da Sinfonia Nº2 do compositor austríaco Gustav Mahler se converteu nesta terça-feira no manuscrito musical mais caro do mundo, ao ser leiloada em Londres por 4,5 milhões de libras (5,6 milhões de dólares), informou a Sotheby's.

A partitura contém inúmeras edições e anotações do músico alemão, que a escreveu no final do século XIX, e superou o recorde anterior de 2,5 milhões de libras, alcançado por nove sinfonias de Mozart em 1987.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.